quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Informações Gerais

O aluno é o construtor de seu conhecimento, e esse processo de construção ocorre a partir das interações entre: aluno/aluno, aluno/professor e aluno/material didático.

Por acreditarmos no papel das interações, em grande parte das aulas há propostas de trabalhos em grupo. Dependendo do tema a ser trabalhado, são propostas "aulas coletivas" em que as discussões, negociações e interações ocorrem entre todos na sala de aula. A troca de diferentes pontos de vista favorecerá o processo de construção, que não é espontaneísta. Nele, o ensino planejado, com objetivos claros e estratégias bem pensadas, tem papel fundamental.

 Daí a importância do professor, nos vários momentos do seu trabalho: ao preparar as atividades, ao conduzir o trabalho em sala de aula de modo a propiciar a negociação de significados com os alunos, ao intervir adequadamente nas discussões e atividades por eles desenvolvidas. O professor é o mediador de todo o processo. É quem favorece condições de aprendizagem, acompanha o desenrolar das atividades em sala de aula, faz as intervenções necessárias, formula questões interessantes e desafiadoras que provoquem conflitos e buscas de soluções pelos alunos; propicia as interações e avalia o processo, revendo/retomando o que se fizer necessário. 

A aquisição do conceito requer tempo de currículo e tempo do próprio aluno. O primeiro refere-se ao fato de que um trabalho de qualidade exige tempo para a criança pensar, discutir com os colegas do grupo e participar das “sínteses” feitas pelo professor. O segundo significa que trabalhar um conceito, em apenas um momento da escolarização, não garante a sua aquisição pelo aluno. 

Desta forma, um mesmo conceito será retomado em vários momentos, com enfoques diversos dentro da mesma série e em séries diferentes (conceito de “currículo em espiral”). Assim, garante-se não só a aquisição do conceito pelo aluno, mas também a ampliação dos significados desse conceito.

 O material didático tem função mediadora na busca de significados, que não estão presentes no material em si, mas nas relações que se estabelecem a partir dele. Desta forma, concreto não é sinônimo de manipulável, mas daquilo que é significativo para a criança: pode ser uma história, uma música, uma poesia, um fato, um gráfico, uma tabela ou algo pelo qual a criança se mostre interessada.

Complementando o curso, o Anglo Araras enriquece a grade curricular com aulas de Teatro, Dança, Treinamento de Futsal, Xadrez , Tênis de Mesa e Coral.